miró materna 1

A primeira vez que ouvi falar em Miró falávamos da minha avó materna, que nunca foi à Espanha mas transportou sem saber algumas memórias ibéricas pelos poucos quilômetros de sua existência.

Eu tinha seis anos quando ela morreu de derrame cerebral.

Quando conheci o Miró catalão, nuns cartões-postais de natal da unicef, eu ainda não via minha avó ali.

Que colecionava retalhos de chita e fazia sacolas de ráfia e usava saia plissada e os cabelos sempre negros.

Que morreu de derrame cerebral porque bebia velho barreiro com açúcar e tranquilizantes.

(encontraram a garrafa pela metade, enrolada em um lenço de seda amarelo)

Lhe faltara o alívio do vermelho

Anúncios

One thought on “miró materna 1

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s