reflexões #2

O artista me obriga a uma imagem. Mas libera meu pensamento. Ele conduz meu olhar, mas sou eu que giro ao redor de sua obra, que decido quanto tempo permaneço diante dela. E através dos limites impostos por ela, sou livre para o devaneio.

O escritor me obriga um pensamento. E libera minha imaginação. Com quantas coisas se misturam suas palavras, com quantas imagens contribuo para o sentido… O escritor me põe no durante, sua obra se forma ao meu redor e por dentro. Ele me leva para um passeio pela minha própria memória.

A voz muda que só eu ouço é uma voz desconhecida que adormecia em mim mesma.

Anúncios

One thought on “reflexões #2

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s