Sobre leite nan e post-it® e novela

Um texto engraçado e irônico que encaixasse esse problema dos bloquinhos de nota autocolantes genéricos e sua fatídica queda ao problema social do leite nan e das mães assépticas que frequentam o tal café do bairro em que moro como pretexto pra dizer que imprimi a primeira versão da minha história mais longa e que ela está ali, presa a um desses grampos para papel, em um plástico com furos, simetricamente encaixada sob o caderno de onde nasceu porque gosto: i) de simetria ii) de objetos cinza-preto-branco-marrom que se encontram em lojas de suprimento para escritório, que vai permanecer ali por um bom tempo porque com essa arte anônima não se pagará o aluguel nessa capital cara e que talvez, por uma questão burocrática que resolve em geral os problemas de cunho mais abstrato como ‘o que é um romance’, ela não seja um romance, nem um conto, mas não está pronta então talvez eu me esprema mais, e me esprema mais ainda, e quem sabe outras cinquenta ou sessenta páginas cheias de obviedades e descrições vazias complete o número de mais de cem páginas Times 12 duplo que é o que consideram por aí romance. Talvez eu escreva para quem já conhece a aparência do mundo e eu queira paradoxalmente falar de silêncio.

João Gilberto Noll, apiede-se de mim.

Anúncios

3 thoughts on “Sobre leite nan e post-it® e novela

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s