max blecher

Destaco a descrição mais bonita que já li de um cadáver bovino.

“Ao chegar à praça, alguns homens descarregavam carne para as barracas dos açougueiros. Seguravam nos braços metades de reses vermelhas e roxas, úmidas de sangue, altas e imponentes como princesas mortas. No ar, pairava um cheiro quente de carne e urina; os açougueiros penduravam as reses de cabeça para baixo, com seus olhares globulosos e negros direcionados para o chão. Estavam agora enfileiradas nas paredes brancas de porcelana como esculturas vermelhas, entalhadas no material mais frágil e diverso, com o reflexo aguado e irisado da seda e a limpidez turva da gelatina. Do ventre aberto, dependuravam-se a renda dos músculos e colares pesados de contas de gordura. Por ali os açougueiros enfiavam as mãos vermelhas e retiravam preciosas miudezas, que arranjavam em seguida sobre a mesa: objetos redondos de carne e sangue, largos, elásticos e quentes.”

***

Existe pelo menos um milagre na literatura: que as palavras escritas em outro tempo (há quase oitenta anos, neste caso específico) entrem de maneira avassaladora em tua memória, se misturem a outras coisas que estão ali, raptem o tempo de tua vida, e te façam, de um jeito muitíssimo misterioso, entender-te melhor. Entender-te melhor a ti mesmo. 

A maneira como o narrador de Max Blecher,  em “Acontecimentos da irrealidade imediata”, descreve o de fora que o afeta é belíssimo.  E notável a maneira como fica claro que o mundo é visto de um detrás dos olhos, de alguém que está muito presente, mas como se espiando pelas frestas das impressões, reagindo aos choques violentos provocados pelo mundo sobre a superfície sensível de seu corpo atento.

É desses livros grifáveis, cujas páginas são inevitavelmente atacadas por linhas e anotações. Um romance que fechei com vontade de voltar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s